sexta-feira, 16 de outubro de 2009

É que, agora, quando o sentimento transborda, a caneta cai... e me forço em caminhos que já nem sei se sou.

Eu quis querer saber ser.

3 comentários:

nayara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tahiná-Khan disse...

é bom quando o sentimento transborda! gosto dessas intensidades que a vida oferece. :)
(o comentario excluido foi meu. tava logado com o nome da minha irmã, desculpa).

Pedro Couto disse...

wow!!!